Foto: Tânia Rego/Agência Brasil

Com maior circulação de clientes nas lojas, o volume de vendas do varejo do país subiu 1,2% em julho, na comparação com junho. Assim, o comércio registrou o quarto mês consecutivo de crescimento e alcançou patamar recorde na série histórica, iniciada em 2000, segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Os resultados foram divulgados nesta sexta-feira (10/9). O IBGE ressaltou que o desempenho do setor não é homogêneo. Ou seja, parte das atividades comerciais mostra mais dificuldades para reagir aos impactos da pandemia. A alta de 1,2% ficou acima das expectativas do mercado.

O avanço, no entanto, veio acompanhado de revisões na série do IBGE. O resultado de junho, por exemplo, passou de baixa de 1,7% para alta de 0,9%. Já o desempenho de maio foi revisado de avanço de 2,7% para variação positiva de 1,3%.

O comércio varejista restrito está 5,9% acima do nível pré-pandemia, de fevereiro de 2020. O segmento de artigos de uso pessoal e doméstico está em patamar 34,4% superior ao de fevereiro do ano passado. É a maior distância positiva frente ao pré-pandemia.


Cliente Arko fica sabendo primeiro

Assine o Arko Private, serviço Arko para pessoa física, e tenha acesso exclusivo a um canal privado de interatividade e alertas em tempo real, além de relatórios, Lives Exclusivas e eventos especiais com figuras notáveis da nossa rede de contatos.