Concessões: governo garantiu mais de 73 bi para a infraestrutura de transportes desde 2019
Foto: Diogo Moreira/A2 FOTOGRAFIA/FotosPúblicas

Após reunião com o governador de Minas Gerais, Romeu Zema, na quarta-feira, o ministro da Infraestrutura, Tarcísio de Freitas, anunciou que a diretoria colegiada da Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) avaliará amanhã o edital da concessão das BRs 381 e 262 entre Minas Gerais e o Espírito Santo. O edital deve sair no Diário Oficial de 1º de setembro.

O conjunto reunindo os dois trechos receberá R$ 7,3 bilhões de investimentos para melhorias e ampliação de capacidade, com mais de 400 quilômetros de duplicação. O projeto atenderá o Vale do Aço, importante região com várias usinas siderúrgicas instaladas. Além disso, a BR 381 servirá de opção de rota, a partir de Governador Valadares (MG), para quem sai do Nordeste em direção a São Paulo.

O Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT) conduz a implantação do novo projeto da BR 381 entre Belo Horizonte e Governador Valadares, com revisão do traçado para eliminar curvas e subidas e duplicação da via. Segundo o ministro, o futuro concessionário concluirá o “grosso da duplicação” até o nono ano de concessão. O leilão deve ocorrer em novembro.

Financiamento do metrô

Além do ministro da Infraestrutura, Tarcísio de Freitas, e do governador Romeu Zema, participaram da reunião de quarta-feira o ministro do Desenvolvimento Regional, Rogério Marinho, a secretária especial do PPI, Martha Seillier, e representante do BNDES.

No encontro ficou definido um financiamento de R$ 3,2 bilhões para a ampliação da Linha 1 do metrô de Belo Horizonte e a implantação da Linha 2, sendo R$ 2,8 bilhões do governo federal e R$ 400 milhões do governo mineiro. A participação da União se dará via parte do valor da outorga pela renovação antecipada da concessão da Ferrovia Centro-Atlântica (FCA), em discussão pela área técnica.

A execução das obras está atrelada ao desmembramento da CBTU Belo Horizonte da CBTU Brasil, com edital para concessão do metrô previsto para ser publicado no início de 2022. O investimento total pode alcançar R$ 3,74 bilhões, incluindo as receitas originárias da concessão ao longo do contrato.


Cliente Arko fica sabendo primeiro

Assine o Arko Private, serviço Arko para pessoa física, e tenha acesso exclusivo a um canal privado de interatividade e alertas em tempo real, além de relatórios, Lives Exclusivas e eventos especiais com figuras notáveis da nossa rede de contatos.