Dep. Kim Kataguiri DEM-SP. Foto: Cleia Viana/Câmara dos Deputados

O Supremo Tribunal Federal (STF) marcou para o dia 10 de setembro, por meio do plenário virtual, julgamento de mandado de injunção ajuizado pelo deputado Kim Kataguiri (DEM-SP) que pede, entre outras coisas, que a Corte determine um prazo para a Câmara analisar os pedidos de impeachment contra o presidente Jair Bolsonaro. O julgamento está previsto para ser encerrado no dia 17.

Se o pedido de Kataguiri for aceito, o presidente da Câmara, Arthur Lira (PP-AL) será obrigado a decidir se arquiva ou dá andamento às centenas de pedidos de impedimento de Bolsonaro que aguardam análise.

Qualquer ministro pode pedir destaque e levar o julgamento para o plenário físico. Contudo, na avaliação da Arko Advice, a tendência é que a Corte decida por não impor prazo para que o presidente da Câmara analise os pedidos.


Cliente Arko fica sabendo primeiro

Assine o Arko Private, serviço Arko para pessoa física, e tenha acesso exclusivo a um canal privado de interatividade e alertas em tempo real, além de relatórios, Lives Exclusivas e eventos especiais com figuras notáveis da nossa rede de contatos.