Presidente da Câmara, dep. Arthur Lira (PP-AL). Foto: Luis Macedo/Câmara dos Deputados

O presidente da Câmara dos Deputados, Arthur Lira (PP-AL) defendeu nesta sexta-feira (7), que as mobilizações de apoiadores do presidente Jair Bolsonaro para o 7 de setembro não colocam em risco a Democracia.

“Só se fala em 7 de setembro. O humor das bolsas e dos mercados está na hipótese do 7 de setembro. Pelo amor de Deus! Não haverá nada no 7 de setembro”, exclamou, em evento da Esfera Brasil.

A apreensão sobre os protestos marcados por apoiadores de Bolsonaro aumentaram depois que policiais militares passaram a atuar na mobilização. Em São Paulo, o governador João Doria chegou a afastar um coronel, o policial Aleksander Lacerda, depois dele passou a convocar a participação de policiais nos protestos.

A principal preocupação é porque parte dos manifestantes pretende levar às ruas pautas como o fechamento do Supremo Tribunal Federal (STF) e a intervenção das Forças Armadas.

Em seu discurso, Arthur Lira defendeu que as instituições não estão em perigo. “No que depender de nós, não haverá nenhuma ruptura institucional”, disse.


Autor

  • Jornalista brasiliense formado pela Universidade de Brasília (UnB). Tem passagem como repórter pelo Correio Braziliense, Rádio CBN e Brasil61.com. No site O Brasilianista cobre economia e política.