Ministro da Economia, Paulo Roberto Nunes Guedes. Foto: Pablo Valadares/Câmara dos Deputados

O ministro da Economia, Paulo Guedes, disse que o crescimento inesperado dos precatórios pode ter sido influenciado por questões políticas. “Pode ter sido uma coincidência, mas são três ou quatro estados que são ferozes críticos do governo e por acaso os relatores também estão em combate com o governo. Eu gosto de manter as dimensões separadas”, disse, em live do site Poder 360.

Por outro lado, ele assumiu que o governo pode ter “dormido no ponto” ao não prever o crescimento no valor dos precatórios. “O salto me surpreendeu. Em retrospectiva vou dizer que pode ter havido culpa nossa, mas agimos rápido. Em doze dias formulamos uma solução”, disse.

Saiba mais:


Autor

  • Jornalista brasiliense formado pela Universidade de Brasília (UnB). Tem passagem como repórter pelo Correio Braziliense, Rádio CBN e Brasil61.com. No site O Brasilianista cobre economia e política.