Ciro Nogueira pede moderação e autonomia
Senador Ciro Nogueira (PP-PI). Foto: Marcos Oliveira/Agência Senado

Convidado pelo presidente Jair Bolsonaro, o senador Ciro Nogueira (PP-PI) será o próximo ministro da Casa Civil. O anúncio foi feito nesta terça-feira (27) após reunião no Palácio do Planalto. Ele deve tomar posse na quarta-feira (28).

Ciro Nogueira é a mais importante liderança do chamado Centrão, e era aliado próximo dos ex-presidentes Lula e Dilma. Ele será o primeiro senador a ocupar um ministério no governo Bolsonaro, que tem dado preferência para nomear aliados provenientes da Câmara dos Deputados.

A mudança tem o objetivo de melhorar a relação do governo com o Senado Federal, que será responsável por aprovar a indicação de André Mendonça para o Supremo Tribunal Federal e de Augusto Aras para a Procuradoria-Geral da República (PGR). Além disso, há o surgimento de novas denuncias sobre o governo na CPI da Pandemia.

Como ficam os ministérios

A definição dá início para à reforma ministerial preparada por Bolsonaro. Ciro Nogueira substitui o general Luiz Eduardo Ramos, que será realocado na Secretaria Geral da Presidência. Já Onyx Lorenzoni se torna ministro de uma nova pasta: o Ministério do Emprego e Previdência.

Pasta Ministro anterior Novo ministro
Casa Civil Luiz Eduardo Ramos Ciro Nogueira
Secretaria Geral da Presidência Onyx Lorenzoni Luiz Eduardo Ramos
Ministério do Emprego e Previdência Onyx Lorenzoni

Autor

  • Jornalista brasiliense formado pela Universidade de Brasília (UnB). Tem passagem como repórter pelo Correio Braziliense, Rádio CBN e Brasil61.com. No site O Brasilianista cobre economia e política.