Congresso e ministérios. Foto Lula Marques/AGPT

O presidente Jair Bolsonaro, em entrevista à Jovem Pan, anunciou que deve anunciar mudanças na equipe ministerial na próxima segunda-feira (26). Entre as alterações que podem ser feitas na Esplanada, está a recriação de ministério, a nomeação de líder do Centrão para a Casa Civil e troca na Secretaria-Geral do governo.

“Estamos trabalhando uma pequena mudança ministerial, que deve ocorrer na segunda-feira, para ser mais preciso, e para a gente continuar aqui administrando o Brasil. Temos uma enorme responsabilidade, sabia que o trabalho não ia ser fácil, mas realmente é muito difícil. Não recomendo essa cadeira para os meus amigos”, disse Bolsonaro.

Quais serão as mudanças

O senador Ciro Nogueira (PP-PI), que se aproximou do governo a partir da defesa que tem feito na CPI da Pandemia, deve ocupar o cargo de Ministro-Chefe da Casa Civil.

O general Luiz Eduardo Ramos volta para a Secretaria Geral da Presidência, atualmente ocupada por Onyx Lorenzoni, que deve assumir o Ministério do Trabalho, que será recriado a partir de uma divisão no Ministério da Economia.

Após Bolsonaro anunciar a reforma ministerial, o ministro da Economia, Paulo Guedes, confirmou que o ministério vai passar por uma reorganização.

“Temos novidade vindo aí na área do emprego e renda, inclusive na nossa organização estrutural. Vamos fazer uma mudança organizacional. São novidades que o presidente deve trazer rapidamente”, disse, em live.


Cliente Arko fica sabendo primeiro

Assine o Arko Private, serviço Arko para pessoa física, e tenha acesso exclusivo a um canal privado de interatividade e alertas em tempo real, além de relatórios, Lives Exclusivas e eventos especiais com figuras notáveis da nossa rede de contatos.