Senador Rodrigo Pacheco. Foto: Pedro França/Agência Senado

O presidente Jair Bolsonaro foi internado e diagnosticado com uma obstrução intestinal. Ele foi transferido do Distrito Federal para o Hospital Vila Nova Star, na zona sul de São Paulo, uma vez que o problema envolveria o intestino delgado, o que exigiria uma estrutura mais sofisticada para o procedimento.

Bolsonaro passou por avaliações clínicas, laboratoriais e de imagem e, inicialmente, permanecerá internado em tratamento clínico conservador.

De acordo com informações obtidas pela Arko Advice junto a fontes do governo e passíveis de confirmação, Bolsonaro deverá passar por procedimento cirúrgico de emergência e, com isso, ficar afastado da presidência por, pelo menos, 10 dias.

Como o vice-presidente Hamilton Mourão está em viagem na Angola, o presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (DEM-MG), pode assumir a presidência temporariamente. Apesar de ser o primeiro da linha sucessória, Arthur Lira (PP-AL), não pode assumir pois é réu no STF.


Cliente Arko fica sabendo primeiro

Assine o Arko Private, serviço Arko para pessoa física, e tenha acesso exclusivo a um canal privado de interatividade e alertas em tempo real, além de relatórios, Lives Exclusivas e eventos especiais com figuras notáveis da nossa rede de contatos.