Lula e Bolsonaro

Um aspecto importante a ser observado na pesquisa Datafolha sobre a sucessão é a divisão de voto por faixas de renda. Hoje, na simulação de primeiro turno, o ex-presidente Lula (PT) supera o presidente Jair Bolsonaro (Sem partido) apenas no segmento com renda mensal de até 2 salários mínimos (SM): 57% a 18%.

Na faixa de renda de mais de 2 a 5 SM, Lula está numericamente à frente, mas tecnicamente empatado com Bolsonaro (36% a 33%). E nas faixas de renda de mais de 5 a 10 SM e mais de 10 SM, a vantagem é de Bolsonaro: 41% a 21% e 36% a 22%, respectivamente.

Cenário similar ocorre na simulação de segundo turno. Lula vence Bolsonaro na faixa de até 2 SM (66% a 24%) e mais de 2 a 5 SM (48% a 40%). O presidente vence o ex-presidente na faixa de renda de mais de 5 a 10 SM (48% a 38%). E os dois empatam no segmento acima de 10 SM (40% para cada).

A vantagem que Lula possui sobre Bolsonaro é motivada por voto econômico, o que pode ser explicado pelo fato da recuperação da economia ainda não ser sentida no dia-a-dia dos segmentos de menor renda, e também pela memória positiva que esse setor possui do legado do lulismo.

No entanto, Bolsonaro possui instrumentos para equilibrar a disputa como, por exemplo, o novo Bolsa Família, o que poderá reduzir a rejeição de Bolsonaro nesse público – que hoje é de 63%, bem acima da registrada por Lula (27%) – melhorando seu desempenho eleitoral.


Cliente Arko fica sabendo primeiro

Assine o Arko Private, serviço Arko para pessoa física, e tenha acesso exclusivo a um canal privado de interatividade e alertas em tempo real, além de relatórios, Lives Exclusivas e eventos especiais com figuras notáveis da nossa rede de contatos.