Divulgação

Em uma tentativa de aumentar a venda de automóveis brasileiros fora do país, a Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores (Anfavea) sugeriu ao governo federal a elaboração de uma política de exportação para o setor. O presidente da associação, Luiz Carlos Moraes, recomendou medidas capazes de reduzir o Custo Brasil, a ampliação dos acordos internacionais de comércio, a modernização e o fortalecimento do sistema de financiamento às exportações.

De acordo com Moraes, a criação da Política de Exportação é crucial para o fortalecimento da indústria automotiva brasileira. Ele destacou que houve um crescimento nas exportações de 34,7% no acumulado do ano. Além disso, 129,6 mil veículos foram embarcados entre janeiro e abril de 2021.

Segundo o presidente, esses dados mostram que o Brasil ainda está distante de outros países produtores em termos de presença externa, por isso crescer nos mercados externos é fundamental. No ranking global o Brasil é o sétimo maior mercado em licenciamentos, o nono maior em produção de automóveis. Entretanto, está em 26º na lista de exportadores em valores.

A Anfavea destacou que, apesar das crises econômicas causadas pela pandemia do coronavírus e das dificuldades ocasionadas pela segunda onda da doença no Brasil, a indústria automobilística conseguiu manter um bom ritmo de atividades.