Foto: Arnaldo Alves/SECS

Com a participação do Brasil, o governo dos Estados Unidos (EUA) lançou na semana passada, durante a Cúpula dos Líderes sobre o Clima, um projeto para incentivar o desenvolvimento de técnicas de agricultura sustentável. O “Agriculture Innovation Mission for Climate” (Missão de Inovação na Agricultura para o Clima) tem o objetivo de fomentar a inovação, a pesquisa e o desenvolvimento de técnicas mais limpas de agricultura e pecuária.

Devem ser financiados projetos que buscam melhorar a eficiência do uso da terra e da água, além daqueles voltados a diminuir a emissão de carbono pelo setor. O projeto também pretende anunciar um incremento coletivo nos investimentos globais em inovação e Pesquisa e Desenvolvimento (P&D) voltados para “sistemas agroalimentares resilientes e resistentes a mudanças climáticas”.

Além dos EUA, os Emirados Árabes Unidos também lideram o projeto. O Brasil está na lista de países que aderiram ao programa, junto à Austrália, Dinamarca, Reino Unido, Singapura e Uruguai.

O Brasil, segundo o Ministério da Agricultura, contribuirá fornecendo “evidências sobre as potencialidades da agricultura tropical e as diversas tecnologias desenvolvidas e implantadas no país para assegurar sistemas produtivos de baixa emissão de carbono, como aquelas que integram o Plano Agricultura de Baixa Emissão de Carbono (ABC)”.

De acordo com o Ministério, os termos da iniciativa e o plano de trabalho serão definidos até a Cúpula de Sistemas Alimentares, em setembro próximo, em Nova York, e deverá apresentar propostas concretas na 26ª Conferência das Partes da UNFCCC (COP 26), em novembro de 2021. A UNFCCC é a Convenção-Quadro das Nações Unidas sobre a Mudança do Clima, tratado internacional com o objetivo de diminuir a emissão de gases do efeito estufa.