Portal Brasil

A 7ª e última rodada de leilão de aeroportos deve ocorrer no primeiro semestre de 2022, também no formato de blocos, segundo o ministro Tarcísio de Freitas. Haverá novo bloco Norte e mais dois: bloco Minas-Rio e bloco São Paulo-Mato Grosso do Sul.

O bloco São Paulo-Mato Grosso do Sul inclui o aeroporto de Congonhas, uma das chamadas “duas jóias da Coroa”. A outra “joia” fica no bloco Minas-Rio: o aeroporto Santos Dumont. Esses dois aeroportos poderiam até receber voos internacionais em conexões com o Aeroparque, localizado em Buenos Aires, na Argentina.

O bloco Minas-Rio, além do Santos Dumont, ainda conta com os aeroportos de Jacarepaguá (RJ); Uberlândia, Uberaba e Montes Claros (MG). O bloco São Paulo-Mato Grosso do Sul, além de Congonhas, é composto pelos aeroportos de Campo de Marte (SP);Campo Grande, Corumbá e Ponta-Porã (MS).

No bloco Norte estão os aeroportos de Belém, Marabá, Parauapebas (que atende Carajás), Altamira e Santarém (PA); e Macapá (AP).

Além dos três blocos da 7ª Rodada, está em fase de consulta pública o processo de relicitação do aeroporto São Gonçalo do Amarante, em Natal (RN), o primeiro leiloado no Brasil, em 2011. Em março de 2020 o pedido de devolução da concessão pela Inframérica, a mesma que administra o aeroporto de Brasília, foi protocolado na Anac.

Conforme informação do site do Programa de Parcerias de Investimentos (PPI), em 2019 o aeroporto de São Gonçalo do Amarante transportou mais de 2,2 milhões de passageiros em voos domésticos e 89 mil passageiros em voos internacionais.