Foto: Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil Economia

Na última sexta-feira (19), o ministro da economia, Paulo Guedes, deu entrevistas aos jornais espanhóis Expansión e El mundo, comentando que a consolidação fiscal, o avanço da agenda liberal e de reformas, juntamente com a modernização dos marcos regulatórios, já mudaram o Brasil, transformando o país na maior fronteira de investimentos do mundo no ano de 2021.

Guedes, afirmou que há vários setores com oportunidades de negócios para os agentes internacionais, como a navegação de cabotagem, ferrovias, saneamento, gás natural, energia elétrica e petróleo, entre outros.

O principal desafio para o Brasil, citado pelo ministro, é a aceleração da vacinação em massa, contra a Covid-19, que representará o retorno seguro ao trabalho fazendo com que o vigor da economia seja retomado. Nos próximos 6 meses, o governo fará de tudo para vacinar o máximo de pessoas que puder, já que a população brasileira possui mais de 200 milhões de habitantes, o que torna o país um importante mercado para novos investimentos privados.

A Espanha tem sido uma excelente parceira para o Brasil, sendo responsável por US$ 1,697 bilhão de ingresso líquido em investimentos estrangeiros no território brasileiro no ano passado, segundo o Banco Central. Dados do Ministério da Economia indicam que a corrente de comércio entre os dois países foi de US$ 832 milhões nos dois primeiros meses deste ano.