Foto: Filipe Martins/Instagram

O presidente Jair Bolsonaro decidiu afastar Filipe Martins, assessor internacional. A decisão ocorreu nesta quinta-feira (25) e teve como intuito conter a pressão sobre o ministro das Relações Exteriores, Ernesto Araújo. A informação foi obtida com exclusividade pela Arko Advice.

Durante uma sessão realizada na última quarta-feira (24/3) em que o ministro das Relações Exteriores, Ernesto Araújo, foi questionado no Senado sobre as ações do Palácio do Itamaraty para garantir a compra de vacinas contra a covid-19, Filipe Martins fez um gesto com a mão que foi considerado obsceno por senadores. Outros, viram o sinal como uma símbolo de supremacistas brancos.

Por meio de seu perfil no Twitter, Filipe Martins disse que a acusação não procede, e que pretende levar à Justiça aqueles que o chamaram de supremacista.

O presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (DEM-MG), informou que irá investigar a ocorrência do fato. “Serão tomadas todas as providências por parte da Presidência do Senado”, disse.