O governo de São Paulo não anunciou novas restrições de circulação no estado. O assunto havia sido ventilado pelo governador João Dória (PSDB) antes da coletiva desta quarta-feira (17), mas não se concretizou.

“A situação está grave, mas, como decretamos há pouco novas medidas de isolamento social, decidimos que vamos esperar alguns dias para tomar uma nova decisão”, afirmou Doria.

O governador também anunciou que a vacinação para idosos entre 72 e 74 anos foi antecipada no estado de São Paulo em três dias, para a próxima sexta-feira, 19. A data de início etária estava inicialmente programa para a segunda-feira seguinte. Segundo a secretária de desenvolvimento do estado, Patrícia Ellen, nesta fase, o estado pretende vacinar 730 mil cidadãos com essa faixa etária.

Além disso, o governador de São Paulo informou que, até o dia 30 de abril, o Instituto Butantan vai entregar ao Ministério da Saúde mais 46 milhões de doses da vacina contra Covid-19. “Até o momento, quase todos os cidadãos brasileiros já vacinados fizeram uso da vacina do Butantan. Esta já salvou e ainda salvará muitas vidas”, disse o governador.

Foto: Tânia Rêgo/Agência Brasil

O estado de São Paulo aumentou o número de restrições na última segunda-feira (15) por meio Fase Emergencial no combate à Covid-19. Pela nova regra, o “toque de recolher” entre 20h e 5h foi adotado, indicando que as pessoas permaneçam em casa no período. Além disso, ficaram suspensas celebrações religiosas e esportivas coletivas, e uso de praias e parques. Atividades essenciais (farmácias, supermercados, postos de gasolina) continuam funcionando.

Até o momento, o estado de São Paulo já contabilizou 2.225.926 casos confirmados da Covid-19 e 64.902 mortos pela doença. Os dados são do governo de SP.