Marcelo Camargo/Agência Brasil

Um novo reajuste nas refinarias, anunciado pela Petrobras nesta segunda-feira (1/3), vai elevar, mais uma vez, os preços da gasolina, em 4,8%, e do diesel, em 5%. Os novos valores passam a valer a partir de terça-feira (2/3). O litro da gasolina nas refinarias acumula alta de 42% desde o início do ano. Já o diesel subiu 34% durante o mesmo período.

Também vai ficar mais caro gás de cozinha (GLP). O preço médio do botijão sofreu impactos e passará a ser de R$ 3,05 por kg (equivalente a R$ 39,69 por 13kg), refletindo um aumento médio de R$ 0,15 por quilo (equivalente a R$ 1,90 por 13kg), para as distribuidoras.

A alta vem pouco mais de uma semana após o presidente Jair Bolsonaro pedir a substituição do presidente da petroleira. Inclusive, o anúncio da substituição de Roberto Castello Branco pelo general Joaquim Silva e Luna no comando da Petrobras veio após o último avanço dos preços.

Em nota a petroleira ressaltou que os preços aplicados pela Petrobras têm como referência os valores de paridade de importação. Sendo assim, acompanham as variações do valor do produto no mercado internacional e da taxa de câmbio, para cima e para baixo.