Foto: Governo de São Paulo

Diante do agravamento da pandemia – São Paulo (SP) atingiu o maior número de internados em Unidades de Tratamento Intensivas (UTI’s) desde o início da covid – 19 – o governador João Doria (PSDB) decretou, desde a última sexta-feira (26), um toque de recolher. Com isso, até o dia 14 de março estão proibidas aglomerações das 23h00 às 05h00 em todo estado.

A medida extrema objetiva diminuir a circulação de pessoas no período noturno, quando há a maior ocorrência de aglomerações e festas clandestinas. De acordo com o Centro de Contingenciamento do Coronavírus, é à noite que são descumpridas as medidas sanitárias, principalmente quando há eventos com bebidas, aumentando a chance de contaminação.

Doria também anunciou, na semana passada, uma modificação no programa Frente de Trabalho, com o aumento do valor da bolsa para R$ 450 em até cinco parcelas, beneficiando 70 mil trabalhadores a partir de 1º de maio.

A ampliação faz parte de um conjunto de duas iniciativas de auxílio que têm como contrapartida a qualificação profissional dos inscritos.

As principais mudanças na proposta são o aumento do auxílio, de R$ 330,00 para R$ 450,00 por até cinco meses e a possibilidade de órgãos públicos, como prefeituras, ampliarem as bolsas.

Também está prevista a inclusão de novos serviços de trabalho, como a contratação de mães e pais para atuar nas escolas, apoiando na retomada das aulas.

O projeto de lei, chamada de Programa Emergencial de Auxílio-Desemprego (Pead) será enviada à Assembleia Legislativa.