Alan Santos/PR - Osaka

Empréstimo de US$ 1 bilhão (cerca de R$ 5,4 bilhões) do Banco do Brics caiu na conta do Tesouro Nacional nesta terça-feira (9). A concessão do dinheiro foi aprovado pelo New Development Bank (NDB) em janeiro, e poderá ser pago em 30 anos, com 5 de carência.

Recursos devem ser usados no combate aos efeitos da pandemia da COVID-19 no Brasil, como crédito para negócios. Segundo nota do banco, a “operação marca conquista do governo brasileiro na colaboração com bancos multilaterais e agências de desenvolvimento no apoio à recuperação econômica”.

Ao longo de 2020, o Brasil teve US$ 3,5 bilhões aprovados. Foi o país mais beneficiado. A maior parte desse montante saiu depois de julho de 2020, quando Marcos Troyjo se tornou presidente do banco.