Votação semipresencial da Nova Lei de Falências. Foto: Leopoldo Silva/Agência Senado

No ano de 2020, o Senado Federal teve o menor índice de aprovação de projetos em quase duas décadas. Os senadores deliberaram sobre 383 matérias e aprovaram 204, correspondendo a 53,2% do total. O levantamento é da Folha de S. Paulo.

Apenas em 2001 o índice havia sido pior, quando a quantidade de projetos rejeitados foi superior aos aprovados. Senadores ouvidos pela Folha creditam a diminuição do índice de aprovação ao sistema de deliberação remoto, que foi instituído para que o Congresso pudesse continuar funcionando em tempos de COVID-19.

Além disso, o andamento das comissões de ambas das Casas Legislativas foi interrompido. Isso reduziu instâncias de debates e votações de pareceres, levando a uma concentração de poderes nas mãos do atual presidente da Casa, Davi Alcolumbre (DEM-AP).