Getty Images

A Câmara dos Deputados dos Estados Unidos começou nesta quarta-feira (13) a debater o processo de impeachment do presidente Donald Trump. Segundo o texto do pedido, Trump incitou a violência contra o governo do país, o que levou ao ataque ao Capitólio ocorrido no dia 6 de janeiro. É a segunda vez que Trump enfrenta um processo de retirada do cargo.

A decisão de votar o pedido se deu após o vice-presidente Mike Pence ter se recusado a destituir o presidente de seus poderes usando a 25ª Emenda. Esta permite que o vice e o gabinete do governo retirem o presidente por julgar que ele não tem mais capacidade de seguir liderando o país. Pence disse não acreditar “que esse caminho seja o de maior interesse da nação”.

A resposta de Pence se deu em carta enviada à presidente da Câmara, Nancy Pelosi. Nela, o vice-presidente escreveu alertando sobre ações que possam “dividir e inflamar paixões” entre a população. Pediu também cautela ao parlamentares.

Diante da negativa de Pence, o processo tramitará no Congresso dos EUA. A expectativa é que seja votado nesta quarta-feira pela tarde, e que seja aprovado na Câmara (que possui maioria de deputados democratas). Entretanto, para que o processo seja aprovado no Senado, são necessários dois terços dos votos, e do apoio de pelo menos 17 senadores republicanos.