Foto: Jim Bourg

O portal de notícias Politico afirma que, de acordo com assessores no Congresso americano, os democratas já confirmaram o apoio de 218 deputados ao impeachment de Donald Trump. O artigo de impeachment acusa o presidente de incitar uma insurreição pelo seu envolvimento nos protestos que levaram à invasão do capitólio e às mortes de cinco pessoas na última quarta-feira (6).

O plano articulado pela presidente da Câmara, a democrata Nancy Pelosi, é aprovar uma resolução que pressiona o vice presidente Mike Pence a invocar a 25ª emenda da constituição americana para remover Trump do cargo, sob o argumento de que ele é incapaz de exercer a função. A emenda geralmente é reservada para incapacitação física ou mental. Para remover Trump, Pence teria que organizar apoio do gabinete presidencial. Pelosi afirmou que Pence tem 24 horas e que, após este período, a Câmara seguiria com o processo de impeachment.

A aprovação da resolução para pressionar Pence foi bloqueada por um deputado republicano em reunião hoje de manhã, mas democratas estão articulando uma votação para esta tarde ou aprovação via voto nominal amanhã (12). Já que o uso da 25ª emenda é bastante improvável, o processo de impeachment formal deve começar já nesta quarta-feira (13).

Imagens inéditas da violenta invasão do capitólio têm repercutido bastante durante os últimos dias, acirrando os ânimos de congressistas democratas e até de alguns republicanos. Persistem perguntas sobre as falhas de segurança, e a possível conivência, da polícia legislativa.

Leia mais:

Apesar da improbabilidade do julgamento no Senado confirmar o impeachment, dada a necessidade de assegurar 2/3 dos votos e o fato de que restam apenas 9 dias até a transferência de poder, a visão dos congressistas democratas é que os eventos do dia 6, que continuam repercutindo na imprensa e nas mídias sociais com novos vídeos, merece uma resposta dura da Câmara, independente das perspectivas do julgamento no Senado.