Foto: Najara Araújo/Câmara dos Deputados

A sessão deliberativa desta segunda-feira (21), a penúltima do ano, tem a pauta recheada de projetos, PECs e requerimentos de urgência, mas enfrenta dificuldades de dar andamento aos trabalhos legislativos porque seis partidos – PP, PL, PSD, Podemos, Avante e Republicanos – anunciaram obstrução a todos os projetos em votação.

A tentativa de impedir o prosseguimento dos trabalhos parte dos partidos do centrão, que apoiam o deputado Arthur Lira (PP-AL) à presidência da Câmara.

Somente estão participando dos debates e votações, neste momento, os partidos que pertencem ao grupo de Rodrigo Maia e que devem apresentar uma candidatura mais independente ao governo Bolsonaro.

Diante das críticas de lideranças partidárias, o vice-líder do governo, Giovani Cherini (PL-RS), declarou:

“Se tem alguém que obstruiu as votações do governo, sempre foram aqueles que estão na oposição. E, agora, estão muito interessados em votar tudo no final do ano. Nós achamos que já votamos muitas pautas e deveremos deixar para o ano que vem”.