Foto: Isac Nobrega /PR

Está prevista para esta semana reunião do conselho do Programa de Parcerias de Investimentos (PPI), na qual pode ser cancelado o leilão da transposição do rio São Francisco. O motivo da desistência do governo são divergências entre ministérios.

Segundo reportagem da Folha de S. Paulo, o presidente Jair Bolsonaro acredita que a concessão do rio pode ser interpretada como uma tentativa do governo de vender a água dos nordestinos. A inclusão do projeto na carteira do PPI foi assinada em agosto de 2019 pelo presidente e pelo então ministro do Desenvolvimento Regional. Gustavo Canuto. O atual ministro, Rogério Marinho, ainda defende a proposta.