Foto: Michel Jesus/Câmara dos Deputados

O senador Arolde de Oliveira (PSD-RJ) morreu na noite desta quarta-feira (21), aos 83 anos, vítima de falência múltipla de órgãos em decorrência de Covid-19. Ele estava internado em um hospital no Rio de Janeiro.

Antes de ser eleito para o Senado em 2018, Arolde de Oliveira foi deputado federal por nove mandatos e também participou da Assembleia Nacional Constituinte, que promulgou a Constituição de 1988.

Ele ingressou pela primeira vez na Câmara dos Deputados em 1983, ainda como suplente, pelo PDS. Na Câmara, também passou por PFL e DEM e pelo PSD.

Foi titular de diversas comissões da Câmara dos Deputados, incluindo a Comissão de Ciência e Tecnologia, Comunicação e Informática, da qual foi presidente.

Na legislatura 2003-2007, licenciou-se do mandato para exercer o cargo de secretário municipal de Transportes do Rio de Janeiro. Licenciou-se novamente entre 2015 e 2016, quando foi secretário estadual de Trabalho e Renda do RJ.

Natural de São Luiz Gonzaga (RS), Arolde de Oliveira foi economista, engenheiro, militar e professor.

Fonte: Agência Câmara de Notícias