Foto: Wilson Dias/Agência Brasil

O presidente do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP), discute com os líderes a possibilidade de antecipar do dia 4 de novembro para esta quinta-feira (22) a análise de vetos presidenciais.

Também havia um esforço do líder do governo no Senado, Fernando Bezerra (MDB-PE), para votar nesta quarta-feira uma série de projetos. Contudo, a tentativa não obteve êxito.

Bezerra articulava a votação dos seguintes projetos: o PL 3672/2020, que trata do repasse do lucro contábil do Banco Central para União; o PLP 19/2019, que prevê mandatos fixos para presidente e diretores do Banco Central; o PLS 261/2018, que permite o regime de autorização para a implantação de ferrovias; e o PL 4476/2020, que institui o novo marco regulatório para o setor de gás.

A presidente da Comissão de Constituição e Justiça, Simone Tebet (MDB-MS), afirmou que até amanhã não trata de outro tema a não ser a indicação de Kassio Nunes para o STF.