Segundo pesquisa Ibope/Estadão/TV Globo, 36% dos moradores da cidade de São Paulo se declaram antipetistas e afirmam que não votariam jamais no partido, ao mesmo tempo em que os petistas têm a maioria dos simpatizantes políticos na cidade, com 23% de representação. O dado pode ser benéfico para Jilmar Tatto, candidato do PT à Prefeitura de São Paulo, que só teve 1% das intenções de votos na última pesquisa Ibope.

Os antipetistas estão concentrados nas áreas não periféricas da cidade, onde a renda e a escolaridade são maiores, e a maioria da população se declara branca – entre os brancos, 44% não votariam no PT, ao passo que, entre negros, somente 295 afirmou que não votaria no partido do ex-presidente Lula.

Na divisão religiosa, evangélicos são mais antipetistas do que católicos – enquanto o primeiro tem 34% dos fiéis se negando a votar no referido partido, o segundo tem 34%.

Entre aqueles que avaliaram o governo do presidente Jair Bolsonaro positivamente, seis em dez eleitores afirmaram que não votaria no PT sob nenhuma hipótese, denotando a força antipetista dentro do bolsonarismo.