Chandler Guo, um dos pioneiros na mineração de Bitcoin e um dos grandes empreendedores do ramo de criptomoedas, disse, em entrevista à BBC News publicada na última sexta-feira (25), que acredita que a Digital Currency Electronic Payment (DCEP), criptomoeda criada pelo Estado chinês, será tão grande quanto o Bitcoin e que, um dia, todos estarão usando a moeda digital chinesa.

Guo ficou conhecido por, em 2014, ter montado uma operação de mineração de Bitcoin em uma usina hidrelétrica na China para alimentar dezenas de computadores empenhados nesta missão. Agora, seis anos depois, o empresário afirma que sua atenção está voltada para a DCEP, que vem a ser uma versão digital do yuan chinês e que pode, segundo Guo, se tronar dominante internacionalmente, uma vez que há cerca de 39 milhões de chineses vivendo fora do seu país.

“Se eles tiverem uma conexão com a China, usarão o DCEP. Eles podem fazer o DCPE se tornar uma moeda internacional”, disse Guo à emissora britânica.

Contudo, há ainda a preocupação de que a criptomoeda estatal chinesa possa ser usada como ferramenta de espionagem das transações em blockchain de seus usuários. O lançamento da DCEP está previsto para o fim de 2020, mas ainda não há data fixada pelo Banco Popular da China. Além da Bitcoin, a DCEP enfrentará a concorrência da Libra, criptomoeda criada pelo Facebook e que logo estará disponível também no mercado.