Foto: José Cruz/Agência Brasil

Duas disputas em capital terão repercussão nacional no pleito municipal de novembro: São Paulo e Rio de Janeiro. Ambas as cidades, por seu peso político e econômico no país, são as mais cobiçadas.

Em São Paulo, estarão em jogo o futuro do PSDB e a viabilidade de a sigla continuar como protagonista na política nacional. Tal aspecto mobilizará não apenas o presidente Jair Bolsonaro (Sem Partido), mas também as esquerdas, a trabalhar por uma derrota dos tucanos já de olho na sucessão presidencial em 2022. Enquanto isso, no Rio de Janeiro, tanto o centro quanto a esquerda sonham impor um revés ao bolsonarismo no reduto político do presidente.

A composição das alianças formadas nessas duas capitais já revela que esses movimentos visam às eleições de 2022. PSDB, DEM e MDB – embora tenham aliados em São Paulo e estejam separados no Rio de Janeiro, onde o MDB tem candidatura própria – se afastaram da direita e da esquerda.

Leia mais:

Mesmo que o bolsonarismo não apresente candidato nessas duas cidades, estão em curso movimentos de apoio, respectivamente, ao deputado federal Celso Russomanno (SP) e ao prefeito Marcelo Crivella (RJ), ambos do Republicanos. Não por acaso o PTB, partido que se aproximou do Palácio do Planalto, apoia o Republicanos nas duas capitais.

No campo da esquerda, PDT e PSB estão juntos em São Paulo e no Rio. O PT aparece isolado, embora entre os cariocas tenha atraído o apoio do PCdoB. Na capital paulista, o PSOL representa uma ameaça aos petistas.

As eleições nas cidades de São Paulo e do Rio de Janeiro serão marcadas por uma grande pulverização de candidaturas. Na primeira, teremos 13 candidatos a prefeito; na segunda, serão 15. No entanto, nem todos os nomes são competitivos.

São Paulo

Na cidade paulista, há quatro nomes com chance de ir ao segundo turno: o prefeito Bruno Covas (PSDB), que tenta a reeleição; Celso Russomanno, que tende a ganhar a simpatia do bolsonarismo; o ex-governador Márcio França (PSB); e Guilherme Boulos (PSOL).

O PT deverá registrar o pior desempenho de sua história, muito provavelmente sendo derrotado já no primeiro turno. A deputada federal Joice Hasselmann (PSL), embora tenha perdido apelo popular desde o rompimento com Bolsonaro, terá tempo de TV e é ativa nas redes sociais. Assim, pode crescer com o decorrer da campanha.

CANDIDATOS COLIGAÇÕES
Bruno Covas (PSDB) PSDB, MDB, DEM, Podemos, PSC, PP, PL, PROS, Cidadania, PTC e PV
Celso Russomanno (Republicanos) Republicanos e PTB
Guilherme Boulos (PSOL) PSOL, PCB e UP
Márcio França (PSB) PSB, PDT, SD e Avante
Joice Hasselmann (PSL) PSL e DC
Jilmar Tatto (PT) PT

 

Rio de Janeiro

No Rio de Janeiro teremos uma das disputas mais imprevisíveis em capital. Até pouco dias atrás, o ex-prefeito Eduardo Paes (DEM) era o grande favorito, e o prefeito e candidato à reeleição, Marcelo Crivella (Republicanos), seu principal adversário. Após serem atingidos por denúncias de corrupção, o cenário ficou indefinido.

CANDIDATOS COLIGAÇÕES
Eduardo Paes (DEM) DEM, PL, Cidadania, PV, DC, Avante e PSDB
Marcelo Crivella (Republicanos) Republicanos, Patriota, SD, Podemos, PP, PRTB, PTC, PMN e PTB
Marta Rocha (PDT) PDT e PSB
Benedita da Silva (PT) PT e PCdoB
Luiz Lima (PSL) PSL e PSD
Paulo Messina (MDB) MDB
Renata Souza (PSOL) PSOL, PCB e UP

Ainda que Paes e Crivella possam alcançar o segundo turno, abriu-se espaço para a construção de uma candidatura alternativa à polarização entre o ex-prefeito e o atual. Dois nomes têm potencial para ocupar esse espaço: a deputada estadual Martha Rocha (PDT) e o deputado federal Luiz Lima (PSL). O PSOL, embora seja forte no estado, reduziu a possibilidade de concorrer num segundo turno com a desistência do deputado federal Marcelo Freixo (PSOL) em sair candidato.

Atingida por sucessivos escândalos de corrupção nos últimos anos, a eleição na capital fluminense pode trazer muitas surpresas.

*Análise Arko – Esta coluna é dedicada a notas de análise do cenário político produzidas por especialistas da Arko Advice. Tanto as avaliações como as informações exclusivas são enviadas primeiro aos assinantes. www.arkoadvice.com.br