Foto: Arquivo

Uma reunião na Casa Branca na tarde desta terça-feira (15) entre Donald Trump, presidente norte-americano, e autoridades do país teve por objetivo analisar a proposta da empresa chinesa ByteDance de manter o controle de seu aplicativo mais famoso, o TikTok.

Trump havia ordenado à ByteDance a venda do TikTok por conta da preocupação norte-americana de que dados de usuários pudessem ser repassados ao governo chinês, e ameaçou o banimento do aplicativo do país caso a venda não fosse efetuada no prazo imposto. A ByteDance, no entanto, apresentou uma contraproposta, na qual a empresa manteria participação majoritária nos negócios globais do TikTok, mas mudaria sua sede para os EUA, tornando-se parceira da Oracle, que ficaria responsável pelo gerenciamento de dados do aplicativo e teria participação minoritária.

Além disso, a proposta pede que o TikTok seja supervisionado pelo Comitê de Investimento Estrangeiro nos EUA (CFIUS). Trump ainda não sabe se aprovará ou não a proposta da ByteDance, e nem esta nem a Oracle comentaram a respeito por ora.