Foto: Valter Campanato/Agência Brasil

O ministro da Cidadania, Onyx Lorenzoni, informou, nesta sexta-feira (11), que a decisão do governo de não incluir os gastos do Renda Brasil no PLOA de 2021 foi para não confundir os pagamentos do auxílio emergencial com os do novo programa social. Segundo ele, no decorrer dos próximos meses, serão realizadas reuniões com o governo para propor os ajustes necessários para um melhor encaixe do programa no orçamento do próximo ano.

Onyx Lorenzoni informou que o Renda Brasil – o novo programa de renda mínima, do governo federal, que substituirá o Bolsa Família e outros benefícios sociais – deverá ser lançado assim que a última parcela do auxílio emergencial foi paga.

Pelos cálculos do ministro, a previsão é de que os repasses comecem logo no início de 2021, visto que o adicional do auxílio emergencial será pago somente até dezembro.

Arko Advice – Arko Express