Foto: Tânia Rêgo/Agência Brasil

A Universidade de Brasília, em parceria com o Hospital Universitário de Brasília (HUB), já participa da terceira fase do estudo para testagem da vacina produzida pela empresa chinesa Sinovac Biotech. Desde do início de agosto profissionais do HUB começam a aplicar as vacinas CoronaVac.

Os testes iniciais começaram a ser aplicados no início de agosto, e até o inicio dessa semana, 21 profissionais da saúde já haviam recebido doses da vacina chinesa, todos funcionários do HUB. Na última sexta-feira (14) foram abertas as inscrições para as inscrições de voluntários para testes da vacina, até agora 760 voluntários já se inscreveram para os testes.

Para participar do estudo é necessário ser profissional de saúde e fazer parte da chamada linha direta de combate ao vírus, além de  nunca ter desenvolvido ou ter sido portador assintomático da doença.

Além do HUB, outros centros de pesquisa participam da pesquisa, como o  Instituto Israelita de Ensino e Pesquisa Albert Einstein, Hospital das Clínicas da Universidade de Campinas, Centro de Pesquisa e Desenvolvimento de Fármacos da Universidade Federal de Minas Gerais e Hospital das Clínicas da Universidade Federal do Parano e o Instituto de Infectologia Emílio Ribas e Hospital das Clínicas da USP.