Foto: Marcello Casal Jr/Agência Brasil

O governo federal está se preparando para a realização de um pregão eletrônico, com o objetivo de adquirir equipamentos de rede para órgãos públicos e melhorar sua capacidade de tráfego.

O uso intensivo de de serviços baseados em digitalização de serviços, nuvem, iniciativas de transformação digital e equipamentos de rede local será moldado para atender um novo patamar de demanda de tráfego, com níveis mais elevados de desempenho.

Segundo o site Convergência Digital, busca-se unificar a aquisição dos equipamentos na Central de Compras diante de projeções que indicam R$ 238 milhões em demandas para 310 mil equipamentos, conforme apontam os planos anuais de contratação de 430 unidades de compras na administração federal para 2020. Além disso, o pregão lista 49 itens, entre distribuição e acesso, como switches de núcleo, distribuição e acesso, transceivers, cabos ethernet ou de fibra óptica, pontos de acesso remoto, controladoras WiFi, etc, divididos em dois lotes. O Lote 1 agrega a solução de Núcleo e Distribuição. Já o Lote 2 implementa a camada de acesso. Nesse lote estão equipamentos de acesso cabeado e equipamentos de acesso sem fio.

A expectativa da Secretaria de Gestão do Ministério da Economia, responsável pela megacompra,  é que os contratos oriundos da futura ata sejam assinados na segunda quinzena de dezembro. As contribuições para a consulta pública, passo inicial para a escolha de contratação, podem ser enviadas até às 23h59 do dia 24 de agosto de 2020, para o e-mail central.tecnologia@planejamento.gov.br.