Foto: Carolina Antunes/PR

O presidente Jair Bolsonaro reforçou nesta quarta-feira (12) o compromisso do governo com o teto de gastos. A regra, que foi aprovada durante o governo Michel Temer, estabelece limite de gastos para despesas obrigatórias e opcionais.

“Nós respeitamos o teto de gastos, queremos a responsabilidade fiscal e o Brasil tem como realmente ser um daqueles países que melhor reagirá à questão da crise”, disse Bolsonaro em declaração à imprensa.

Na quarta-feira aconteceu uma reunião no Palácio da Alvorada para tratar do assunto. Estavam presentes os ministros Paulo Guedes, da Economia, Tarcísio Freitas, da Infraestrutura, e Rogério Marinho, do Desenvolvimento Regional, além dos presidentes da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), e do Senado Federal, Davi Alcolumbre (DEM-AP).