O projeto de autonomia do Banco Central (BC) deve ser votado somente em setembro. O presidente do BC, Roberto Campos Neto, chegou a declarar que a matéria seria votada no Senado na primeira quinzena de agosto. Entretanto, de acordo com a assessoria do autor do projeto, senador Plínio Valério (PSDB-AM), o presidente da Casa, Davi Alcolumbre (DEM-AP) adiou a votação em função do aumento de casos de coronavírus.

A intenção de Davi é votar o texto em sessão presencial, porém com a reavaliação de que os trabalhos remotos devem se estender por mais algum tempo, a previsão de votação passou a ser no mês de setembro.