Foto: Tony Winston/Agência Brasilia

No primeiro semestre de 2020, as despesas do governo federal com o funcionalismo público sofreram uma queda de 0,8%, se comparadas com o mesmo período do ano anterior. O montante foi de R$ 152,6 bilhões.

Entre janeiro e julho de 2019, as despesas somaram R$ 153,651 bilhões, a maior quantia da série histórica, que teve início em 1997. Com isso, a alta de 3 anos seguidos de gastos (desde 2017), foi interrompida.

A folha de pagamento dos servidores públicos corresponde a 16% dos gastos totais da União. Além disso, é o triplo dos recursos discricionários do governo (R$ 47,45 bilhões), que são direcionados a investimentos do setor público.