Foto: Osnei Restio/Prefeitura de Nova Odessa

A União Europeia rejeitou a iniciativa da Organização Mundial da Saúde (OMS) para formar uma aliança global e adquirir vacinas contra a Covid-19. O bloco europeu considerou que a coligação seria lenta e de alto custo e manifestou maior interesse em continuar conversando com o setor farmacêutico para conseguir vacinas por antecipação por menos de US$ 40.

O posicionamento do bloco demonstra que, embora apoie as iniciativas que favoreçam o acesso igualitário para todos os países, prefere priorizar a população europeia. A atitude pode prejudicar a iniciativa Covax, da OMS, que visa garantir vacinas para todos.

A UE foi surpreendida pelas mudanças de postura dos Estados Unidos e adotou uma atitude mais afirmativa na corrida global por vacinas e remédios em potencial contra o novo coronavírus. A Comissão Europeia, que lidera a articulação com as farmacêuticas, aconselhou as nações do bloco a usarem o Covax, caso queiram, mas não para a compra de vacinas.