Foto: Renato Costa/Framephoto/Estadão Conteúdo

De acordo com dados do governo federal, no ano passado a pasta gastou R$ 29 milhões com desapropriações

De acordo com o Ministro do Meio Ambiente, Ricardo Sales, neste ano, a desapropriação de terras por questões ambientais deve alcançar o patamar de R$ 50 milhões. Em 2019, o valor total das desapropriações foi de R$ 29 milhões. De acordo com o governo, nos anos anteriores a média era de R$ 7 milhões por ano.

Os dados foram divulgados na manhã desta quarta-feira (29), quando o  Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio), deu como concluído um processo de regularização fundiária nas áreas próximas ao Parque Nacional da Chapada dos Veadeiros, em Goiás. As terras da Fazenda Bracinho foram compradas pela União e agora fazem parte da área do parque.

“Nós temos um passivo de R$ 23 bilhões. São famílias que aguardam anos e anos para receberem a indenização pela desapropriação de suas terras. Nós temos que fazer cumprir a lei e estamos movendo todos os esforços para regularizar essa situação. Em menos de dois anos, já quadruplicamos esses pagamentos e vamos aumentar esse ritmo”, destacou Salles.