Foto: Saul Loeb/AFP/Getty Images

As Forças Armadas dos Estados Unidos (EUA) divulgaram nessa quarta-feira (29) planos para retirar cerca de 12 mil soldados da Alemanha, em consequência da longa disputa do presidente Donald Trump com o país europeu. Quase metade das tropas, no entanto, continuará na Europa devido às tensões com a Rússia.

Trump anunciou, no mês passado, a intenção de cortar em cerca de um terço o contingente de 36 mil soldados norte-americanos na Alemanha, acusando o país aliado de não cumprir a meta de gastos em defesa da Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan) e de tirar vantagem dos Estados Unidos no comércio.

“Não queremos mais ser os otários”, disse Trump a repórteres na Casa Branca, ao comentar a decisão. “Estamos reduzindo as forças porque eles não estão pagando suas contas, é muito simples.”

O secretário de Defesa norte-americano, Mark Esper, não retratou a retirada de tropas nos mesmos termos, e disse que o plano será efetuado de forma a não atrapalhar a Otan e seus esforços para deter avanços russos, após a anexação da Crimeia por Moscou em 2014.

Fonte: EBC