Foto: Arquivo/Agência Brasil

Para ministro, teto de gastos e previdência dão segurança a investidores

O Ministério da Infraestrutura planeja realizar até o fim de 2021 mais de 100 leilões de ativos. A estimativa é do ministro Tarcísio de Freitas, que destacou entre os projetos a concessão das rodovias BR-116/101, no trecho conhecido como “Nova Dutra”, entre o Rio de Janeiro e São Paulo, a concessão da BR-163, no Pará, e da Ferrovia de Integração Oeste-Leste. Ele também colocou na lista de projetos até o fim do ano a sexta rodada de concessão de 22 aeroportos.

As declarações foram feitas no evento online Invest Brasil Infraestructure 2020, promovido pela Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex-Brasil). De acordo com o ministro, o ritmo de concessões segue acelerado por conta das mudanças na legislação promovidas pela reforma trabalhista.

O ministro também destacou a importância do teto dos gastos e da reforma de previdência, que deram início de uma trajetória de recuperação fiscal. “Temos o maior programa de concessão do mundo, que trará avalanche de dinheiro privado à nossa economia, transformando nossa infraestrutura nos próximos anos”, destacou.