Foto: Cristiano Mariz

O Ministério Público do Distrito Federal realiza hoje (23) uma operação contra a prática de corrupção na compra de leitos de hospitais em que cumpre 13 mandados de busca e apreensão. Dentre os alvos, está o ex-governador do DF, Agnelo Queiroz. A polícia encontrou uma arma na casa do ex-governador.

A operação conhecida como “Alto Escalão” é de responsabilidade dos promotores do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco), que identificou irregularidades em um contrato de R$ 4,6 milhões em que a empresa contratada teria pago 10% de propina do montante para aliados de Queiroz e do ex-secretário de Saúde Rafael Barbosa.

Na semana passada, o PSDB também foi alvo de investigações envolvendo os ex-governadores José Serra e Geraldo Alckmin. O desgaste do PT e do PSDB pode abrir espaço para novas candidaturas alternativas em 2022.