Foto: Governo do Estado de São Paulo

O governador de São Paulo, João Doria (PSDB-SP) afirmou ontem (14) que a realização de eventos de grande aglomeração no estado, como Réveillon e Carnaval, dependem totalmente da vacina contra a Covid-19 e o cenário da pandemia até lá.

Segundo o epidemiologista Paulo Menezes, coordenador do Centro de Contingência do Coronavírus, a necessidade de planejamento prévio de um evento de grande porte é compreensível, mas “frente a situação que temos hoje da pandemia e da ameaça de transmissão da população do estado de São Paulo, não é algo que o centro considera possível nesse momento”.

O coordenador executivo do centro, João Gabbardo, complementou Menezes ao afirmar que a realização desses eventos dependerão do momento em que a vacina estará disponível e da capacidade de distribuição da mesma entre a população, ao menos para o grupo de maior risco.