Foto: Toninho Tavares/Agência Brasília

O ensino e aprendizado tiveram que ser reinventados com a chegada da pandemia de Covid-19 em todo o mundo. Aulas online e videoaulas tem se tornado cada vez mais comuns, porém apresentam enormes desafios tanto para professores quanto para estudantes.

O ensino a distância (EAD) já era realidade para cursos técnicos, graduações e pós-graduações online, sobretudo para adultos. Para crianças e adolescentes a modalidade ainda é rara. O ensino híbrido é um mix de diferentes plataformas, que além do online também pode incluir saídas de campo e atividades fora da sala de aula.

Com isso, a mistura entre o ensino presencial e o online é considerada a tendência da educação para o futuro. Essa expectativa gera uma necessidade muito grande de adaptação e capacitação dos professores, sobretudo da educação básica. “Os professores estavam acostumados a ensinar, agora eles terão que aprender para ensinar”, afirmou o professor Ismael Rocha. Na visão dele, a transição para os alunos pode ter menos desafios pois a maioria das crianças já são “nativos digitais”, enquanto a maioria de seus professores não são.