Foto: Reprodução/Facebook

O novo presidente da Fundação Nacional das Artes (Funarte), Luciano da Silva Barbosa Querido, teve sua nomeação publicada no Diário Oficial da União desta segunda-feira (13).

Luciano é ex-assessor do vereador do Rio de Janeiro, Carlos Bolsonaro (Republicanos-RJ) e ocupa o cargo de presidente substituto da Funarte desde maio deste ano. No início de julho, o Ministério Público Federal (MPF) pediu a suspensão da nomeação por “falta de formação específica” e de “experiência profissional” para o cargo.

Barbosa Querido trabalhou com o filho do presidente Bolsonaro de 200 até o fim de 2017, na Câmara de Vereadores do RJ. O MPF argumenta no pedido que “a nomeação de Luciano oferece grave risco ao próprio funcionamento da Funarte”. O MPF determinou que a Advocacia-Geral da União se manifeste até o dia 17 de julho.