Foto: Divulgação

O ministro das Comunicações, Fábio Farias, afirmou ontem (9) que o leilão de 5G, uma etapa para a implementação da tecnologia no país, só deve ocorrer no primeiro semestre de 2021. O leilão é responsabilidade da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel).

De acordo com o ministro, esse será uma das principais pautas da pasta para o próximo ano. O atraso também foi intensificado pela pandemia de coronavírus, que impossibilitou os testes de campo previstos.

A nova data é benéfica para o governo porque permite que o resultado das eleições americanas ocorram antes da tomada de decisão, uma vez que os Estados Unidos pressionam o Brasil para não permitir concorrência pela chinesa Huawei.