Foto: Jefferson Rudy/Agência Senado

O senador Flávio Bolsonaro (Republicanos-RJ) e sua esposa, Fernanda, foram convocados para depor no Ministério Público do Rio de Janeiro no âmbito das investigações sobre o suposto esquema de “rachadinha” no período em que o filho do presidente era deputado na Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro.

A investigação aponta irregularidades nos salários dos servidores, com devolução de parte do que recebiam ao gabinete. A esposa Fernanda foi convocada para depor hoje (6) e o senador pode escolher depor ainda hoje ou na terça-feira (7).

Desde março de 2019 o Grupo de Atuação Especializada no Combate à Corrupção (Gaecc) coordenava as investigações sobre lavagem de dinheiro, peculato e organização criminosa no gabinete de Flávio. Semana passada, o Tribunal de Justiça do Rio (RJ-RJ) transferiu o caso para segunda instância, mas a decisão foi contestada pelo Supremo Tribunal Federal (STF). Com o recesso do judiciário, o julgamento fica para agosto.