Foto: Leopoldo Silva/Agência Senado

O Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco), deflagrou na manhã desta quinta-feira (2), a Operação Falso Negativo, que investiga fraude na compra de testes de Covid-19, para detectar o coronavírus.

Segundo a investigação, há fortes indícios de superfaturamento na compra dos insumos e também há evidências de que algumas marcas compradas apresentam diagnóstico não confiável.

Segundo o MP/DF, os contratos sem licitação superam R$ 73 milhões. Há 74 mandados de busca e apreensão no Distrito Federal e em outros sete estados (Bahia, Espírito Santo, Goiás, Paraná, Rio de Janeiro, Santa Catarina e São Paulo).