Foto: Mark Zuckerberg/Facebook

Algumas das maiores empresas do mundo iniciaram um boicote de anunciantes às plataformas do Facebook, incentivado pela organização não governamental Stop Hate for Profit, que protesta contra mensagens de ódio racial e a divulgação de notícias falsas ou de origem duvidosa.

Nas últimas semanas, mais de 400 marcas aderiram ao movimento, entre empresas de portes diversos. A Coca-Cola, Heineken, Microsoft, Beiersdorf e Volkswagen bloquearam os anúncios também no Brasil. A Unilever, por exemplo, só restringiu os anúncios nos Estados Unidos. Grande parte das marcas brasileiras ainda estão analisando a questão.

Embora as grandes empresas estejam aderindo ao movimento, a maior parte do dinheiro arrecadado com anúncios nas plataformas são de pequenos negócios. Cerca de 75% dos anúncios são feitos por empresas de pequeno e médio porte.