Em maio, as contas externas registraram saldo positivo pelo terceiro mês consecutivo. A informação foi divulgada nesta quarta-feira (24) pelo Banco Central (BC). Além disso, o superávit em transações correntes no mês chegou a US$ 1,326 bilhão. É o maior resultado para o mês desde 2017.

Segundo o BC, o resultado se deu principalmente devido às “reduções no déficit em renda primária, US$ 2,1 bilhões, e em serviços, US$ 1,5 bilhão, em oposição à redução de US$ 821 milhões do superávit comercial”. O déficit em transações correntes nos 12 meses que se encerraram em maio de 2020 somou US$ 42,4 bilhões.