Divulgação

Ocorreram mais de 372,6 mil operações no Tesouro Direto em maio de 2020. Os resgates somaram R$ 1,31 bilhões e os investimentos em títulos chegaram a R$ 2,13 bilhões. A emissão líquida (quando há mais vendas que resgate) resultou em R$ 760 milhões.

A informação foi divulgada nesta terça-feira (23) pela Secretaria do Tesouro Direto. Das operações totais de maio, as de até R$ 1 mil representaram 65,25% e o valor médio por operação foi de R$ 5.703,43. Os títulos mais demandados foram os indexados à taxa Selic (atingiram R$ 1,07 bilhão).