Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil

O Banco Mundial divulgou nota nesta sexta-feira (19) confirmando o recebimento da indicação de Abraham Weintraub, ex-ministro da Educação, para ocupar cargo de diretoria. O nome de Weintraub ainda terá de passar por processo de aprovação.

O cargo para qual o governo de Jair Bolsonaro indicou o ex-ministro faz parte de conselho de diretores que abriga representantes dos países. Fazem parte do conjunto a Colômbia, Filipinas, Equador, República Dominicana, Haiti, Panamá, Suriname e Trindad e Tobago – os países deverão aprovar a indicação.

O salário do cargo é de US$ 250 mil ao ano, e Weintraub deverá mudar para Washington, D.C. Se eleito, ele cumprirá o restante do atual mandato que termina em 31 de outubro de 2020, quando será necessária uma nova nomeação e eleição”, completou o Banco Mundial.